terça-feira, 9 de julho de 2019

"Portraits Dansés" (Retratos Dançados) de Phillipe Jamet e Phillipe Demard

Pesquisando o site do Festival Dança em Foco encontrei essa linda referência, "Portraits Dansés" (Retratos Dançados) de Phillipe Jamet e Phillipe Demard. A série é um percurso através de coreografia e vídeo, aliando o trabalho de bailarinos profissionais e amadores, de classe social, idade e países diferentes entre eles França, Itália, Brasil, Estados Unidos, Burkina Faso, Marrocos, Vietnã e Japão. Onde esteve, filmou em torno de 20 retratos, para descobrir em cada indivíduo o foco de vida, sua relação com o corpo, sua percepção do espaço, seus medos, suas crenças. Em cinco temas principais, eles dançam o amor, a infelicidade, a felicidade, o medo e a esperança. Para compor esses retratos, Jamet criou um questionário, que inclui desde perguntas como "três adjetivos para descrever sua cidade" até "qual o mais belo encontro da sua vida?". Em conjunto, os vídeos formam "um catálogo de atitudes, uma espécie de alfabeto coreográfico de sentimentos e emoções".
Para assistir à série no YouTube:

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Nam June Paik e Merce Cunningham - Good Morning Mr. Orwell (1984)






Traduzido da wikipédia: "Good Bye, M. Orwell" foi instalação produzida por Nam June Paik  um artista americano nascido na Coréia do Sul, utilizando um satélite. Ocorreu no dia de Ano Novo de 1984.



O evento, que Paik via como uma refutação à visão distópica de George Orwell de 1984, ligava a WNET TV em Nova York e o Centre Pompidou em Paris, via satélite, além de se conectar com emissoras na Alemanha e na Coréia do Sul. Ele foi ao ar em todo o país nos EUA na televisão pública e atingiu uma audiência de mais de 25 milhões de espectadores em todo o mundo.



Merce Cunningham dança com imagens de si mesmo com atraso de satélite, sobrepostas com textos rastejantes sobre o tempo de George Orwell na Espanha. Ao fundo, Ástor Piazzolla toca o bandoneón.

segunda-feira, 11 de março de 2019

Cage/Cunningham

Incrível documentário sobre vida e obra de Merce Cunningham e John Cage.

Dancing Cities Budapest - All we can do

Dancing Cities Budapest é uma coprodução da All We Can Do e Parallel Art Foundation. Este é o primeiro episódio da série filmada em Budapeste. Este episódio mostra o encontro entre Thibaut Ras e Imre Vass, explorando  juntos a improvisação entre corpo e câmera.

Improvisação: Imre Vass

Imagem e Edição: Thibaut Ras

Produção e direção de arte: Marie Pons

Líder do Projeto: Gábor Pintér

Seguidores